quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Aposta



Todo dia eu faço uma aposta. As pessoas nadam em suas próprias mentiras. Passam por cima do sol para angariar o que lhes é aprazível. E seguem insones. As cabeças cansadas já não cabem mais nos travesseiros de costume. As palpebras pesam à medida dos anos. As pessoas seguem pisando em seus chãos, em seus céus, em seus sóis e em si mesmas. E se martirizam a cada segredo guardado na estante sustentada em madeira e remorso. As pessoas passam a vida tentando ficar impunes enquanto eu almejo apenas ficar imune a todas elas. E quando já não há mais espaço entre madeira e remorso, as pessoas tentam outros travesseiros que abracem generosamente suas cabeças cheias de culpa. E se aproximam umas das outras em busca de perdão, em busca de algo que as leve à redenção. E seguem cegas e insones. À procura de seus travesseiros imaginários. E adoecem envenenadas por seus próprios segredos. Todo dia eu faço uma aposta. Enquanto as pessoas morrem afogadas na piscina de mentiras que cultivam em seus quintais. As cabeças são grandes demais para as fôrmas dos travesseiros vendidos nas lojas. E pesam. Pesam a medida dos anos. E quando estendo a mão a alguém é quase sempre um lapso. Cada aceno em direção ao outro é risco de queda livre. E sempre aceno. E sempre despenco. Mas meu consolo é minha estante. Sustentada em madeira e fé. E meu travesseiro tem a medida de minha cabeça: leve. E ainda assim, todo dia eu faço uma aposta. E todo dia eu perco
- Maíra Viana - (Blog Casa na Árvore)



Perda de valores, de sentimentos, de prazeres, de vida. Será msm perda de tempo fazer uma ligação inesperada, acenar e dizer um bom dia, fazer um elogio sem interesses, ajudar, sorrir, gargalhar... Parar ? Tudo tem um preço, uma intenção. Nada mais eh expontâneo. A felicidade é de plástico e tem hora marcada pra acontecer. Isso é errado.
Um voto para a esperança, para a sinceridade, para novas apostas. Para a simplicidade de fazer de gestos simples, grandes obras de arte. Um voto para a vontade de mudar, não apenas seguir em frente, mas tornar escolhas pequenas em grandes alavancas para tornar o seu mundo mais feliz, mais rico. Rico de valores.

2 comentários:

Nandinho disse...

Nossa! "angariar" ... deixo essa pra próxima pessoa entender xP

Sobre o texto, eu com certeza não sou muito bom em comentar sobre esse tipo. Mesmo porque já fiz os meus e não tive qualquer comentário que me agradasse. Talvez seja muito exigente. Mas acredito que vc não se preocupe muito com isso, já que não é da sua autoria.
E em algum momento no texto eu me perdi /o/

Agora, sobre tuas palavras, essas são coisas que esperamos dos nossos amigos, né?! Esse "fazer pelo bem alheio"... ou "sem esperar nada em troca". Mas já que eu falei em esperar, não é o mesmo que faz tudo dar errado?
Quando a gente espera que uma pessoa seja algo que ela não é e temos dificuldade de aceitar os fatos; Quando queremos algo de uma pessoa e esperamos até que ela nos dê, às vezes sem nem ao menos pedir; Quando esperamos segundas intenções num simples pedido ou convite.
Talvez eu pudesse citar até algo mais, porém acho que minha idéia já foi bem passada. Também poderia comentar cada um desses 3 tópicos, já que pensei em um ou mais acontecimentos enquanto os escrevia, mas já falei quase tanto quanto você e eu vou acabar enrolando mais e mais como já estou fazendo xD
Então pro que vc disse 2votos e um voto na boa fé daqueles que mantemos próximos de nós.

beijos
continue postando ^_^
bye bye

maicher disse...

Although there are differences in content, but I still want you to establish Links, I do not
fashion jewelry